O ano que ainda não terminou Leia em 1 minuto

O ano que ainda não terminou

Com a chegada do final do ano e decorações de natal começando a aparecer aqui e ali, os já conhecidos sentimentos nostálgicos começam a tomar conta de nós. De tempos em tempos precisamos verificar se nossas atitudes nos levaram para perto ou para longe de nossos valores: será que me saí bem na gangorra entre vida pessoal e profissional, família e carreira, eu e o outro, eu e o mundo?

Além disso, sabemos que não foi um ano simples, em muitos níveis. Vimos reviravoltas acontecendo e até podemos já nos dar por satisfeitos por termos sobrevivido até aqui. Nós e nossos negócios, carreiras, empregos.

E, levados por este sentimento, podemos pensar que não vale mais investir em 2016.

A questão é: será que o ano realmente acabou? Será que certas decisões e escolhas devem ser deixadas para o ano que está chegando? Não é errado deixar-se levar pelos pensamentos de avaliação, mas é errado perceber que algo pode mudar e esperar pelo amanhã para exercer a prática.

Nesta busca pelo equilibro ideal para o próximo ano, esquecemos que ele já pode acontecer, aqui e agora, ainda que seja na versão de testes.

Ainda existem 40 dias para 2017. Façamos valer a pena.

Camila Carvalho




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *