Fracasso nos negócios: centralização e controle excessivo

Fracasso nos negócios: centralização e controle excessivo

Toda empresa é, na maior parte dos casos, a materialização de um sonho. Uma ideia, um projeto, uma oportunidade, uma parceria. Ao encontrá-lo, o empreendedor mergulha, de cabeça: gasta seu tempo, seu talento e seus investimentos fazendo cada detalhe acontecer. Suor e atenção se concentram no ímpeto de fazer dar certo. Com muito trabalho e […]

0

Fracasso nos negócios: não ter a equipe ideal

Fracasso nos negócios: não ter a equipe ideal

Algum tempo atrás escrevi um texto chamado “Como se tornar um empresário desmotivado” (quer ler? Clique aqui). Nele, recomendo algumas atitudes para líderes que não querem ver seu negócio prosperar. E começo dizendo: quer fracassar? Não dê a devida atenção às pessoas.   Pessoas são a base de qualquer empresa. O coração. O “Vai ou […]

0

Fracasso nos negócios: esgotamento

Fracasso nos negócios: esgotamento

Quando foi a última vez que você fez nada? Se você é um empreendedor, provavelmente, dirá: “foi antes de abrir minha empresa”. Uma resposta totalmente compreensível. Especialmente nos primeiros três anos de um negócio, os empresários costumam dedicar-se de forma integral, devido ao cenário de fragilidade que naturalmente se apresenta. Mas, e se eu lhe […]

0

Você sabe o que é gerundismo empresarial?

Você sabe o que é gerundismo empresarial?

Muita gente torce o nariz para o gerúndio. E, apesar desta forma verbal ser absolutamente correta, seu uso se transformou em polêmica e muita gente o assume como erro ou falta de beleza na comunicação. 

0

Fracasso nos negócios: falta de planejamento adequado

Fracasso nos negócios: falta de planejamento adequado

Quero começar comentando fatos que li uma pesquisa do Sebrae sobre os hábitos de empreendedores brasileiros. 70% dos empresários admitiu ter levado menos de seis meses planejando a abertura de sua empresa e 61% afirmaram não ter pedido ajuda a outras pessoas ou instituições que pudessem apoiá-lo.

0

Briguei com meu sócio, e agora?

Briguei com meu sócio, e agora?

O cenário é assustador para alguns, mas normal para outros. Por isso, antes de continuar a leitura, reflita se uma relação saudável com seu sócio é algo importante para você. Note que não estou falando de uma relação sem conflitos e discussões, mas uma relação em que isso seja instrumento de desenvolvimento e crescimento e não de barganha e disputas de força.

0

Assine Nossa News

Onde estamos

Avenida Angélica, 2223 - Sala 508
Santa Cecilia - São Paulo

Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 433
Pinheiros - São Paulo