Bátia: transição de liderança olhando para o futuro Leia em 3 minutos

Bátia: transição de liderança olhando para o futuro

A Batia é uma empresa nacional com um trabalho ímpar em exportação de frutas orgânicas, especialmente figo e gengibre. Além de se posicionar entre as únicas empresas brasileiras a fazerem esse tipo de trabalho, sua história possui mais de quatro décadas de trabalho intenso, o que resultou em certificados internacionais de responsabilidade social e agrícola e uma marca reconhecida no mercado europeu.

Por diversos fatores, a empresa precisou passar por um processo de transição de liderança e para esse trabalho contou com a Consense. Em agosto de 2016, nossa equipe iniciou o projeto de Alinhamento de Sócios e Líderes, no qual apoiou a alta direção da empresa a otimizar e reformular a estrutura de governança, desde os níveis societários até o nível operacional.

“Eu conheci a Consense através da Izabela, sócia da Batia e minha filha. Ela teve conhecimento do trabalho da Consense através de um grupo de networking. A nossa empresa é familiar, na qual dois sócios com muito tempo de experiência no setor atuavam fortemente. Com a morte de um e a entrada de uma nova sócia sem nenhuma experiência, a Izabela sugeriu e eu senti a necessidade que a empresa passasse por um processo de reestruturação para reacomodar todas essas posições”, conta a CEO da Bátia, Denise Braga, no comando da companhia há 25 anos.

Mais do que a simples definição de papéis e atribuições, o projeto apoiou a companhia a desenvolver o foco em excelência e sustentabilidade. Temas como a diferença entre o papel do sócio e do líder, o alinhamento de objetivos pessoais e empresariais, os diferentes papeis do líder dentro da companhia, a cadeia de valor do negócio foram aprofundados em reuniões quinzenais com o corpo de sócios-diretores, garantindo assim que uma visão mais sistêmica a respeito das atribuições da liderança fosse desenvolvida.

Entre os pontos altos do projeto, Denise comenta sobre a tratativa da equipe da Consense em um momento onde a companhia se encontrava fragilizada. “A abordagem foi muito boa, inclusive muito sensível, por que a Consense começou a trabalhar conosco no momento em que nós éramos uma família de luto e tínhamos uma equipe de luto. Eu não estudei administração de empresas, eu não sou formada, mas eu liderei essa empresa ao sucesso por 25 anos e não foi a primeira crise que ela passou. Eu me empoderei do meu papel, coisa que, diante de outras duas sócias, eu tinha um certo constrangimento, pois é uma empresa familiar. Ficou muito claro para mim a diferença de quando é a sócia, quando é a líder. Isso me deu muito mais liberdade de atuar, me ajudou a ver os processos da empresa de uma forma completamente diferente.

Enquanto isso, outro braço do projeto contemplou o desenvolvimento dos processos produtivos no sítio, local de cultivo e colheita, situados na região de Campinas, interior de São Paulo. Lá, nossa equipe colaborou na construção de um pensar mais eficaz em relação às rotinas de trabalho e gestão das pessoas envolvidas na sua execução. Por fim, a Consense apoiou contratação de novos colaboradores para a área comercial e sua posterior inserção no dia a dia e cultura da Batia.

Com a finalização do projeto, Denise afirma perceber mudanças a respeito de si mesma e das rotinas da companhia. “Foi um processo incrível, que me trouxe um olhar completamente novo. E hoje eu percebo que está o tempo todo comigo. Isso é o que eu acho mais fantástico: quando olho uma situação, percebo que já fiz embebida pelos conceitos de todo o trabalho que a Consense, nem foi premeditado. Eu sou outra pessoa, outra empresária. Tenho indicado o trabalho da Consense para muitas empresas, por que acho que não é uma coisa que já tenha visto no mercado. Existe consultoria, que chega lá e fala: olha sua deficiência está aqui, seus custos, mas não nessa questão dos processos muito focado nas pessoas”, finaliza.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *